sexta-feira, 8 de agosto de 2008

**************Gratidão à Vida****************


Quando caminho pela mata...
Respiro o ar mais puro,sinto aromas
agradáveis,cheiro de terra,cheiro de plan-
tas,cheiro de flores.

Quando caminho pela mata...
Ouço os passarinhos cantando,anuncian-
do a chegada de um novo dia.
Alegres, brincando uns com os outros,
agradecendo à vida.

Quando caminho pela mata...
Vejo a beleza das árvores com seus lindos
troncos e caules,com a sua variedade de fo-
lhas e seus matizes coloridos,acenando
umas para as outras,agradecendo à vida.

Quando caminho pela mata...
Vejo lindas borboletas,azuis,amarelas,ver-
des e coloridas,esvoaçando felizes,aprovei-
tando ao máximo o pequeno tempo de sua
existência e agradecendo por ele.

Quando caminho pela mata...
Vejo o céu azul pipocado de nuvens,que tam-
bém felizes,dão o seu primeiro passeio mati-
nal,agradecendo à vida.

Quando caminho pela mata...
Sinto a brisa suave afagando meu rosto,esvo-
açando meus cabelos,num toque de pura ma-
gia.

Nesse momento tudo em mim vibra o amor,a
paz e a alegria.

Entro em outra dimensão de tempo e danço
mentalmente com os seres espirituais que me
rodeiam.

Eu e a natureza,bailando ao som da Sinfonia
de Gratidão à Vida.

Eliane Santoro da Costa
Reflexão registrada

2 comentários:

Rufina disse...

Tenho muito orgulho de te conhecer, e ser sua melhor amiga, uma poetisa, com um coração enorme cheio de amor, quanta coisa linda que você escreve,DEUS te abençoe, beijinhos.

Fada Zinnia disse...

Grata minha amiga por tudo.Do fundo do meu coração,namaste.Que Deus te Abençoe.Bjs.