sexta-feira, 12 de setembro de 2008

*******Uma vivência à beira-mar*******

Como deixar de escutar
o som suave e ritmado
das ondas do mar a estourar?

Como não visualizar
o mar refletindo o azul do céu,
para os nossos olhos agradar?

Como não ouvir
risos de euforia,das crianças
na areia e no mar a brincar?

Como deixar de ver
o sol iluminar
pequenos pontinhos
no mar a cintilar?

Como não perceber
o mergulho das ondas à beira mar,
a brincar sem cansar
em seu vaivém sem parar?

Como não enxergar
os peixinhos alegres a nadar,
os pássaros a cantar,
as nuvens a dançar?

Como não sentir,
a areia meus pés tocar,
como a massagear
a quem está a lhe amassar?

Como não escutar,
a natureza a sussurrar
que o amor de Deus,
está em todo lugar?

Como não ver,
a beleza das pedras,
que dão contorno ao mar,
que as tocam sem cessar?

Como não sentir
a brisa suave,
no ar a bailar,
e o meu corpo tocar?

Como não avistar
barquinhos no mar a deslizar,
levando a passear,
jovens a cantar?


Mesmo que eu não pudesse ver,
mesmo que eu não pudesse escutar,
ainda assim,meu sexto sentido,
faria-me experimentar,
essa vivência à beira-mar.

Fecho os olhos para então captar,
a presente magia e,
dentro de mim guardar,o som,a paz
e a presença de Deus nesse lugar.

Mesmo distante,
agora volto a escutar,
o som das ondas do mar
e a Divina presença,
mais intensamente vivenciar.

Eliane Santoro da Costa
Reflexão registrada

3 comentários:

Flavinha disse...

Vc está arrasando hein!!!!
Lindo demais!
Meu blog tava atualizando, por isso deu pane, mas já tá ok!
BJsssss

Rufina disse...

QUERIDA as suas poesias já estão conhecidas pela minha mente, quando começo a ler distingo logo, essa é de minha amiga, o amor com que você faz transborda, e por isso elas são tão lindas, BEIJOS.

Anônimo disse...

I visited multiple websites but the audio feature for audio
songs existing at this web page is really fabulous.


Here is my page; webbypages.co